Campanha Salarial 2018/2019 – SANESUL

AOS DIRETORES (AS), DELEGADOS (AS) E ASSOCIADOS COLABORADORES.

ESTAMOS INICIANDO NOSSA CAMPANHA SALARIAL E PREPARANDO A PAUTA DO NOSSO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2018/2019, PEÇO A GENTILEZA SE TIVEREM PROPOSTA PARA INCLUIR EM NOSSO ACORDO COLETIVO QUE ENVIEM AO SINDAGUA/MS ATÉ 10/01/2018. DIVULGUEM PARA SEDE/REGIONAIS E UNIDADES. DESDE JÁ AGRADECEMOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

TRABALHADORES DA SANESUL S/A, ESTAMOS INICIANDO MAIS UM ANO JUNTOS NA LUTA PARA QUE AS EXPECTATIVAS DA CATEGORIA SEJAM ALCANÇADAS, PORÉM A “REFORMA TRABALHISTA” TROUXE NOVAS REGRAS QUE ESTÃO EM VIGOR DESDE 11 DE NOVEMBRO DE 2017 CONFORME PREVISTO NA LEI Nº 13.467 DE 13/07/2017. TAL LEI MUDA AS RELAÇÕES ENTRE PATRÕES E EMPREGADOS.

O DEBATE HOJE GIRA EM TORNO DE PALAVRAS COMO “TERCEIRIZAÇÃO”, “FLEXIBILIZAÇÃO”, “MODERNIZAÇÃO” E “PERDA DE DIREITOS”. NENHUM DESSES TERMOS, NO ENTANDO, EXPLICA COMO A PROPOSTA PODE MUDAR AS RELAÇÕES ENTRE PATRÕES E EMPREGADOS.

A NOVA LEI, ALTERA A CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS TRABALHISTAS (CLT), QUE REGULAMENTA OU “REGULAMENTAVA” O CONTRATO DE TRABALHO. SE POSTO EM PRÁTICA HOJE, ELE “ O CONTRATO DE TRABALHO” PERMITE QUE ELEMENTOS COMO JORNADA DE TRABALHO, BANCO DE HORAS E INTERVALO SEJAM NEGOCIADOS DIRETAMENTE COM O SUPERIOR. ATÉ O DIA 11/07/2017 A CLT EXIGIA A PRESENÇA DE UM SINDICATO E ESTABELECIA AS CONDIÇÕES MÍNIMAS QUE NÃO PODERIAM SER ALTERADAS. HOJE AO QUE NOS PARECE, NADA DISSO É VÁLIDO !!!

PARA ENTENDERMOS COMO OS ACORDOS DEVEM FUNCIONAR NA PRÁTICA O “SINDAGUA/MS” CONVERSOU COM O NOSSO DEPARTAMENTO JURÍDICO, ENTRE OUTROS PROFISSIONAIS DE DIREITO DO TRABALHO E RELAÇÕES TRABALHISTAS SOBRE O ASSUNTO. PARTICIPAMOS NO DIEESE DA 14ª JORNADA NACIONAL DE DEBATES –REFORMA TRABALHISTA, APRENDENDO E DISCUTINTO OS EFEITOS SOBRE AS NOVAS RELAÇÕES DO TRABALHO A AS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO QUE POSSIBILITEM RESISTIR E AMPLIAR NOSSAS LUTAS EM DEFESA DOS DIREITOS E INTERESSES DA CATEGORIA.

 

A DIRETORIA

SINDAGUA/MS

Personal Card

Categorias
Arquivos

Você não pode copiar o conteúdo desta página