DIA DO TRABALHO

Primeiro de maio no Brasil, temos ainda muitos motivos para serem comemorados. Conquistamos muito desde que na cidade de Chicago (EUA), em 1.886, um grupo de trabalhadores resolveu pedir redução da jornada de trabalho diária para 8 horas.

 

 

Primeiro de maio é uma data que lembra vitórias, e mais que isso, nos faz pensar nos próximos passos, no caminho que temos ainda a seguir. No momento temos vários motivos a nos preocupar, um deles é já estarmos em ano eleitoral que sugere a elaboração de um plano consistente para que nossos futuros Acordos Coletivos continue na vanguarda. Outro motivo de preocupação seria continuarmos evoluindo nas relações trabalhistas e praticamente na liderança das conquistas das Ações Afirmativas (caso da banana atirada no jogador Daniel Alves com repercussão internacional). Sob essa rubrica podemos, portanto, incluir medidas que englobam tanto a promoção da igualdade material e de direitos básicos de cidadania como também formas de valorização étnica e cultural. Esses procedimentos podem ser de iniciativa e âmbito de aplicação pública ou privada e adotadas de forma voluntária e descentralizada ou por determinação legal. Nossas esperanças são que as empresas concentrem todos os seus recursos e esforços para universalizar os serviços de água e de esgoto em sua área de atuação no estado de Mato Grosso do Sul e no município de Campo Grande. Outro foco é a empregabilidade, termo aplicável a todos aqueles que buscam melhor em seu trabalho e dele possam viver dignamente, porém não se deve esquecer que o único responsável pelo melhor conceito próprio é aquele que procura manter um nível de competitividade alto com relação a todos aqueles que buscam o mesmo propósito. Na empregabilidade, além de todos estes critérios, é importante saber-se que a experiência é um grau a mais.

Personal Card

Categorias
Arquivos

Você não pode copiar o conteúdo desta página